Renata Lo Prete assume 'JG' após saída de William Waack

'Jornal das Dez' da Globo News agora será comandado por Heraldo Pereira

Publicado em 22/12/2017
Renata Lo Prete na bancada do jornal

A jornalista Renata Lo Prete assume o Jornal da Globo após saída de William Waack. Ela foi anunciada nesta sexta-feira (22) como substituta oficial do âncora, acusado de racismo, em comunicado que confirmou a saída dele da Globo.

Com a mudança, Renata passa o comando do Jornal das Dez da Globo News para Heraldo Pereira. Ali Kamel, diretor-geral de jornalismo da Globo, responsável pelo comunicado, mostrou confiar na competência da profissional:

"Renata levará todo o seu talento e experiência para o Jornal da Globo, um telejornal que nos últimos anos se consagrou por ser aquele que, ao fim do ciclo diário de notícias, dá ao espectador o conforto de ter diante de si um quadro mais fechado dos acontecimentos, com muita análise e contextualização. Renata, em sua interinidade, já demonstrou que brilhará no JG como brilhou antes". 

A jornalista está na Globo News desde 2012. Iniciou como comentarista e depois passou a atuar como editora de política do Jornal das Dez. Em agosto deste ano, assumiu a apresentação do telejornal. De acordo com Kamel, em todas essas funções, ela revelou ser uma grande jornalista, com capacidade de analisar os fatos da política com precisão e clareza.

Confira os vídeos do Bar de Batom no YouTube

Renata é formada pela USP - Universidade de São Paulo e já trabalhou na Folha de S.Paulo onde exerceu funções como repórter, correspondente em Nova York, ombudsman e editora da coluna Painel. Em 2005, ela recebeu o Prêmio Esso de Jornalismo pelas entrevistas que revelaram o escândalo do mensalão.

Ela, que vinha apresentando o Jornal da Globo como interina, passa a ser titular da bancada logo após o Natal.

Saída de William Waack

O jornalista William Waack, que já estava afastado desde o dia 8 de novembro, foi despedido pela Rede Globo nesta sexta-feira (22), em consequência dos comentários racistas feitos durante a cobertura da eleição americana em 2016.

A TV Globo e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham”, disse Kamel, em comunicado enviado aos funcionários e divulgado pela Folha de S.Paulo.

Foto: Reprodução/Rede Globo