'Relógios da Violência' registram agressões contra a mulher

Instituto Maria da Penha lançou a plataforma nesta segunda-feira (7)

Publicado em 08/08/2017
'Relógios da Violência' registram casos de agressões contra a mulher

O Instituto Maria da Penha lançou nesta segunda-feira (7) o site Relógios da Violência, que estima o número de mulheres agredidas diariamente no Brasil. A iniciativa marca o aniversário de 11 anos da Lei Maria da Penha (11.340/06), que tornou crime a violência doméstica e familiar contra a mulher.

O relógio foi elaborado através de um levantamento realizado pelo Instituto Datafolha, em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, e mostra que a cada dois segundos uma mulher é vítima de violência física ou verbal.

A plataforma também disponibiliza informações sobre os tipos de violência - física, patrimonial, sexual, psicológica e moral - e como funciona o seu ciclo, para assim poder ajudar inúmeras vítimas a denunciar seus agressores.

Além do site, a campanha foi estendida para ações com influenciadores nas redes sociais, transmissões ao vivo no Facebook do Instituto e ainda para a hashtag #TáNaHoraDeParar, que o público pode compartilhar no Twitter ou no Facebook com um dos relógios.

Foto: Reprodução