Opinião do Bar | Beleza não se põe na mesa

Pessoas buscam incansavelmente a aparência perfeita e o corpo magro

Publicado em 28/10/2016
Opinião do Bar | Beleza não se põe na mesa

Por Juliana Gallinari

Vivemos em um mundo cheio de regras, modelos e opiniões. Como devemos agir, padrões de beleza – do quão magra e bela uma pessoa deve ser – e opiniões desnecessárias sobre absolutamente tudo.

O tempo todo somos bombardeados por imagens de mulheres com corpos esculturais e homens musculosos. Com movimentos feministas e pautas de desconstruções, alguns casos vieram à mídia: Mara Wilson, atriz protagonista de Matilda, escreveu um livro que relata a pressão (e depressão) sofrida em Hollywood pelo corpo magro; Sasha Pieterse, personagem Alison em Pretty Little Liars, precisou escrever uma carta aberta explicando o motivo do seu ganho de peso (problemas hormonais) pois foi alvo de críticas em suas próprias redes sociais; a modelo cearense Délleny Mourão que foi aconselhada pela agência de que se quiser mais trabalhos, precisaria emagrecer. Além disso, a organização britânica Girlguiding fez uma pesquisa que trouxe resultados assustadores: meninas de 7 anos dizem sentir vergonha de sua aparência e 25% das entrevistadas de 7 a 10 anos afirmam sentir pressão para terem um corpo “perfeito”, ou seja, dentro dos padrões. 

Esses são alguns exemplos recentes que foram noticiados, mas quantas pessoas não passam pela luta com o próprio peso a fim de serem "bonitas"?

Cada vez mais vimos casos de anorexia, bulimia, internações em clínicas e mesmo assim os padrões não perdoam. Apesar da iniciativa que algumas lojas de fast fashion têm tido ao incorporar às coleções peças plus-size (que não é tão eficiente assim, mas já abrange um número maior de consumidores), pessoas gordas estrelando capas de revistas renomadas que sempre trabalharam com o padrão magra-loira-olhos-claros vem desconstruindo essa imagem. A pequenos passos a sociedade precisa (e deve) aceitar a diferença ao abrir a mente de que transtornos psicológicos, milhões de procedimentos estéticos em nome da beleza, grandes alterações corpóreas, ficar dias sem comer ou até mesmo se alimentar corretamente NÃO é normal. 

É necessário entender que julgar o outro por conta peso não é legal, que ficar fazendo piadas sobre o peso de uma pessoa não é legal, que fazer apostas para uma pessoa perder peso não é legal, que sites que fazem lista de “famosas que eram lindas mas o tempo não colaborou” não são legais. Nada relacionado a questões estéticas (até mesmo psicológicas) tem a ver com quem dá opinião que não é pedida.

Desconstruir padrões, autoaceitação, relatividade, qualidades interior, psicológico estável, alimentação saudável, empatia: isso é a real beleza.

"Beauty fades, dumb is forever"