'Já estava na hora', diz Campbell sobre make para negras

Modelo celebrou linha de Rihanna com 40 tons de base

Publicado em 14/09/2017
'Já estava na hora', comenta Naomi Campbell sobre make para negras de Rihanna

Inspirada na diversidade, a Fenty Beauty, linha de maquiagens da cantora Rihanna, completa nesta sexta-feira (15) uma semana de lançamento. Um dos maiores destaques entre os produtos - que foram usados no desfile da coleção de Rihanna com a Puma na New York Fashion Week - são as bases produzidas em 40 tons diferentes.

A novidade celebra um marco no universo da maquiagem e moda, que com o tempo vem abrindo as portas para todas as belezas, e não só para um padrão específico. Um tempo que demorou para chegar, é verdade, mas que vem sendo vivenciado com celebração, inclusive por personalidades experientes da área. "Já estava na hora", comemorou a supermodelo Naomi Campbell sobre a maquiagem de Rihanna. "É 2017, então para todos aqueles que estão fazendo isso, parabéns. O mundo está se movendo tão rápido, e você tem que se mover com ele", continuou a top em entrevista à Elle britânica.

A revista publicou nesta quinta-feira (14) uma conversa com Naomi focada na diversidade na indústria fashion, afinal, a modelo negra acumula mais de 30 anos despontando em passarelas e campanhas internacionais e quebrando padrões.

Na entrevista, ela ainda revelou que no começo da carreira passou por muitas dificuldades para encontrar maquiagens adequadas à sua pele, tanto na cor como na espessura. Mas que, quando nenhum produto se adequava ao seu tom, os maquiadores faziam misturas. "Você deve trabalhar duro, não importa como", disse Naomi.

A top completou que se sente triste quando modelos negras reportam a ela que ainda sentem falta de maquiagem para o tom de pele delas. O conselho que ela dava a essas jovens era levar a sua própria maquiagem ao trabalho, o que ela fazia. Mas, felizmente, com iniciativas como a de Rihanna, em breve talvez esses produtos diversos estejam disponíveis em todos os lugares.

Naomi pede mais representatividade na imprensa da moda

Recentemente, Naomi Campbell fez um apelo nas redes sociais pedindo por mais representatividade na imprensa da moda. Em agosto, na sua conta do Twitter, ela compartilhou uma foto da equipe de redação da Vogue britânica, composta apenas por profissionais brancos, e comentou que esperava por mais representatividade no veículo após a entrada de Edward Enninful como editor-chefe. 

O estilista ganês é o primeiro homem negro da história a assumir a direção da publicação que completa mais de 100 anos.

Foto: AFP/Andrew Toth/Getty Images North America