Garotinha produz grafites lúdicos nos muros de NY

Lola prova que não há idade ou gênero para investir na arte de rua

Publicado em 10/10/2017
Lola e o seu desenho em um muro do Brooklyn em Nova Yorque

Fazer grafitagem é coisa de garoto? Lola é uma menina de nove anos que está provando que a arte de ilustrar muros não é restrita a idade ou gênero. Os seus desenhos lúdicos e cheios de cor estão ganhando as paredes do bairro do Brooklyn em Nova York. Na semana do Dia das Crianças, a atitude da garotinha revela que a arte de rua é para todos, sim! 

Tudo começou quando a jovem grafiteira, moradora do Brooklyn, tinha apenas seis anos. Ela foi pega desenhando em um mural do artista Joe Ficalora. Fundador do Bushwick Collective - coletivo dos artistas de rua de uma das principais vizinhanças do Brooklyn repletas dessa arte nos muros - Joe viu a jovem e gritou: "O que você está fazendo com a minha parede?!". Mas, em vez de apenas repreender Lola, ele a convidou a se juntar ao grupo.

 

Bye bye 👋🏻

Uma publicação compartilhada por Cecile Depraetere (@lolatheillustrator) em

Segundo informações do site de Lola, ela teve a oportunidade de fazer o seu primeiro grafite no mesmo ano. O seu primeiro desenho foi uma mistura do personagem Totoro, do cineasta japonês Hayao Miyazaki, com os heróis de Os Incríveis, da Disney.

Hoje, aos nove, Lola - ou A Ilustradora, como se autodenomina - é a mais jovem artista a fazer grafites por aí. Com seu olhar criativo, ela produz um mundo cheio de possibilidades, onde sereias e seres fantásticos habitam. Lola tem ajudado a popularizar a arte de rua, afastando preconceitos e até mesmo esteriótipos. 

"Você deve começar a pintar aquilo que gosta e, então, conforme vai crescendo, pode observar outros artistas e misturar o que eles fazem ao seu próprio estilo”, comentou a jovem ao site Vida Simples

Foto: Divulgação