Coletivo Hysteria promove produções femininas no audiovisual

Iniciativa da Conspiração Filmes oferece vídeos produzidos por mulheres

Publicado em 04/12/2017
Renata Brandão, uma das criadoras do site Hysteria, em frente a uma câmera

A fim de incentivar as produções audiovisuais feitas por mulheres, a Conspiração Filmes, uma das maiores produtoras independentes do país, criou um braço que pretende amplificar as vozes femininas do setor. Assim nasceu o Coletivo Hysteria, uma plataforma que reúne uma série de vídeos e textos estrelados e pensados por nomes como Maria Ribeiro, Bia Granja e Julia Anquier.

Num processo autocrítico, percebi um número grande de mulheres dentro da produtora e do nosso mercado com grande potencial autoral, mas com pouca autonomia ou oportunidades reais. O primeiro passo foi, com elas, entender os espaços em que não nos sentimos representadas, que pode ser o de uma propaganda de carro ou de filmes eróticos”, explicou Renata Brandão, CEO da Conspiração Filmes, em entrevista ao site da revista Elle.

Confira os vídeos do Bar de Batom no YouTube

O Coletivo Hysteria conta basicamente com três ambientes: Ver, Ler e Ouvir. São conteúdos originais, coproduções e aquisições. Entre eles, está o programa Tudo, em que a atriz Maria Ribeiro aborda todo o tipo de assunto. Mais um exemplo de destaque é a série Alerta de Tubarões, com entrevistas divertidas com youtubers como Nátaly Neri e Hel Mother. A plataforma conta ainda com um vídeo de bastidores da WME, a primeira premiação só para mulheres da música.

Criamos esse núcleo criativo, que tem um grupo de criação fixo, mas também uma rede que compreende mais de 500 mulheres buscando formas de expressar suas vozes. Entrando em contato com tantas mulheres incríveis, entendo que não há um olhar feminino, existem, sim, múltiplos olhares", disse ainda Renata.

Recém-inaugurado, o coletivo também pretende se aventurar na música, com o Festival Hysteria, pensado para o primeiro semestre de 2018. Serão 12 de shows de mulheres espalhados por praças, bares e clubes de São Paulo.

Foto: Divulgação