Chef francesa é a primeira com 3 estrelas Michelin nos EUA

Dominique Crenn chegou ao prêmio com seu restaurante Atelier Crenn

Publicado em 03/12/2018
chef-dominique-crenn-posa-para-a-foto-com-restaurante-ao-fundo

Crédito: Instagram/Reprodução

A francesa Dominique Crenn conseguiu mais um importante feito na sua carreira bem-sucedida: ela é agora a primeira mulher a ter um restaurante com três estrelas Michelin nos Estados Unidos. A chef é proprietária do premiado Atelier Crenn, restaurante de culinária contemporânea em São Francisco, na Califórnia.

Dominique Crenn também é engajada na equidade de gêneros

Quebrar paradigmas não é novidade na trajetória de Dominique. Ela também foi a primeira mulher a obter duas estrelas Michelin nos Estados Unidos e já foi selecionada a melhor chef mulher do mundo, de acordo com o ranking World’s 50 Best. A francesa de 53 anos trabalha nos EUA desde 1988, com rápida passagem pelo Hotel InterContinental em Jacarta, na Indonésia.

chef-dominique-crenn-prepara-um-prato-cuidadosamente-com-duas-colheres

Crédito: Instagram/Reprodução

Dominique Crenn também está engajada na luta pela equidade de gêneros entre os profissionais da gastronomia. Ano passado, questionou a organização do festival San Pellegrino após a divulgação de uma foto com 37 jurados homens e nenhuma jurada mulher para sua competição de cozinheiros jovens. Crenn tem 53 anos e, ao conquistar o prêmio, disse à agência de notícias AFP que pretende inspirar jovens mulheres a conquistar seus sonhos.

Para conhecer mais sobre o trabalho de Dominique Crenn, que combina a cozinha francesa com a gastronomia molecular, a sugestão é assistir ao episódio sobre a chef na série Chef’s Table (Netflix).

Outras mulheres lideram restaurantes com três estrelas Michelin

O Guia Michelin começou em 1900, na França, com o objetivo de ajudar motoristas a encontrar estabelecimentos locais, como restaurantes e oficinas. Em 1926 foi estabelecido um sistema de avaliações que hoje é referência na classificação de restaurantes, com uma, duas ou três estrelas.

Ao lado de Dominique, são poucas as mulheres que lideraram restaurantes premiados com três estrelas Michelin: Elena Arzak (com o restaurante Arzak, na Espanha), Anne-Sophie Pic (Pic, França) e Nadia Santini (Dal Pescatore, Itália) ainda estão com as três estrelas; Luisa Marelli Valazza (Al Sorriso, Itália) e Carme Ruscadella (Sant Pau, Espanha) obtiveram o reconhecimento no passado.

Em 2019, outros restaurantes farão companhia ao Atelier Crenn na lista de novidades entre os triplamente estrelados: Uliassi (Itália), L’Osier (Japão), Dani García (Espanha), Single Thread e The Inn at Little Washington (Estados Unidos).

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#Repost @atelier.crenn with @get_repost ・・・ "Fall has come with it's cool breeze / Full of sweet surprises" *** 2019, Atelier Crenn

Uma publicação compartilhada por Dominique Crenn (@dominiquecrenn) em

Chef Dominique Crenn comemorou a premiação nas redes sociais (Foto: Instagram/Reprodução)