Barbie ganha bonecas inclusivas de Christian Siriano

Modelos apostam na representatividade com um dos maiores nomes da moda inclusiva

Publicado em 22/09/2017
Barbies inspiradas em modelos de Christian Siriano

Um dos principais nomes da moda inclusiva, Christian Siriano fez uma colaboração inédita com a Barbie. Nesta terça-feira (20), o perfil da icônica boneca da Mattel no Instagram publicou uma imagem em que mostra cinco bonecas com diferentes corpos usando vestidos feitos pelo estilista, todos baseados em modelos que ele assinou para atrizes em premiações.

"Através de seus projetos inclusivos e diversos, Siriano tornou-se conhecido por abraçar a positividade do corpo e celebrar modelos", escreveu o perfil Barbie Style na rede social:

Os looks que serviram de inspiração para vestir as bonecas inclusivas tiveram como referência as peças de Siriano para Leslie Jones na première de Caça-Fantasmas, em 2016; para Sarah Jessica Parker em ensaio da Marie Claire em 2011; para Solange Knowles no MET Gala de 2016; e para Sarah Hyland, no Emmy de 2014. Confira todos na sequência:

As bonecas e as roupas da coleção de Siriano para a Barbie não estarão à venda, mas a iniciativa reforça as novas linhas da Mattel, que quer incluir a diversidade nas bonecas, como nos lançamentos do ano passado

Christian Siriano ganhou destaque por vestir diferentes corpos

Christian Siriano entre modelos como Leslie Jones e Danielle Brooks

Vencedor do Project Runaway, reality show com designers de moda, Christian Siriano ficou conhecido por sua grade mais inclusiva de peças. Pelas suas referências entrando no mercado, não demorou para que e-commerces de luxo passassem a ganhar mais esse olhar inclusivo também.

Siriano foi recebendo ainda mais notoriedade ao vestir celebridades de diferentes corpos. À própria Leslie Jones, ele propôs fazer um vestido para a première de Caça-Fantasmas depois de um desabafo que ela fez no Twitter, afirmando que nenhum designer queria vesti-la. 

Outras personalidades, como Kathy Bates, Lauren Adams e Candice Huffine, são também vestidas pelo estilista, que deve abrir duas lojas em Manhattan ainda neste ano. 

Vale destacar que, aos 31 anos, Siriano já recebeu uma série de prêmios ao longo de sua carreira, estampando inclusive a lista da Forbes de jovens mais promissores do mundo. Parece que a moda inclusiva não é assim tão irrelevante, não é mesmo?

Fotos: Divulgação/Instagram