Atrizes devem usar preto no BAFTA Awards em apoio ao #MeToo

Evento também irá liberar a entrada de ativistas como convidadas

Publicado em 02/02/2018
Atriz Margot Robbie

A Academia Britânica de Cinema e Televisão enviou um convite para as suas candidatas e convidados, encorajando-os a mostrar apoio à iniciativa #MeToo, a favor da prevenção contra abusos sexuais iniciadas pelo movimento Time’s Up, usando preto para o prêmio BAFTA, que acontecerá no dia 18 de fevereiro, igual ao Globo de Ouro.

Com o Bafta sendo a primeira grande cerimônia de premiação de filmes na Europa neste ano, sentimos que é importante fazer uma declaração para mostrar solidariedade global, que a questão não está sendo esquecida e que as pessoas em todas as indústrias que experimentaram desigualdades e abusos estão convidadas para unir as mãos”, diz a nota divulgada pelo portal Deadline.

A BAFTA justifica o motivo pela escolha da cor: “Usar preto é uma afirmação forte, unificadora e simples - uma representação física e visual da nossa solidariedade com pessoas em todas as indústrias que sofreram assédio sexual e abuso ou foram retidas devido a um desequilíbrio no poder. É também a cor mais fácil para a maioria usar e se sentir confortável”.

Confira os vídeos do Bar de Batom no YouTube

Ainda segundo o comunicado, mais da metade de todas as mulheres e quase dois terços das jovens de 18 a 24 anos do Reino Unido sofreram assédio sexual no trabalho. Por isso, querem utilizar a visibilidade da premiação para conscientizar as pessoas sobre as experiências das mulheres além da indústria do entretenimento.

Entre os nomes indicados este ano estão Allison Janney, Annette Bening, Frances McDormand, Margot Robbie, Sally Hawkins, Saoirse Ronan, Kristin Scott Thomas, Lesley Manville e Octavia Spencer.

Assim como no Globo de Ouro, o evento também irá liberar a entrada de ativistas como convidadas da premiação.

Foto: Reprodução/Facebook BAFTA